Novas mídias e conflitos no Egito

O programa Entre Aspas, da Globo News, desta quinta-feira (3/2/2011) abordou o tema das novas mídias nos recentes acontecimentos no Oriente Médio, em especial na Tunísia e no Egito.

Com a presença dos jornalistas Caio Túlio Costa e Ricardo Gandour (Estadão), mediados por Tonico Pereira, o programa abordou temas relacionados à questão da democracia e tecnologia.

Sob o título “Novas mídias influenciam a política no Oriente Médio”, o site do Entre Aspas explica que “em alguns países, os governos precisam derrubar servidores para bloquear o fluxo de informação”.

A partir de indagações colocadas pelo programa, de como velhas ditaduras tentam resistir aos protestos e às novas tecnologias de informação, realizaram-se os debates.

Conforme o texto introdutório do programa, tanto no Egito como na Tunísia, não são poucos os relatos de que as primeiras manifestações pela democracia nasceram via mundo digital. As redes de informação, descentralizadas, em que cada internauta passa a ser um produtor de notícias, desafiam a fome de controle dos regimes autoritários.

Mas será que as novas mídias tem mesmo um caráter libertário? São mais difíceis de serem controladas pelas ditaduras?

Ou será ao contrário? Será que blogs e redes sociais são veículos poderosos que também podem ser usados para idéias autoritárias e extremistas?

Veja no vídeo acima como Caio Túlio Costa e Ricardo Gandour abordaram a questão.

No programa falou-se também do livro Net Delusion de Evgeny Morozov. Quem quiser conhecê-lo melhor, ainda sem tradução em português, pode se informar no blog de Tiago Dória.

FacebookTwitterGoogle+Compartilhar
, ,

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *